Vovó chora ao se separar do cachorro paralítico que adotou, mas depois ficam inseparáveis

um tipo avó comoveu o mundo com suas lágrimas de dor por ter que se separar temporariamente do cachorro paralisado que resgatou. O que ele fez por ele foi ótimo, e o desfecho dessa linda história de amor toca a alma.

Todos os animais merecem ser protegidos e amados independentemente da sua condição. Infelizmente, alguns são discriminados impiedosamente, mas encontram consolo em seres humanos dispostos a oferecer-lhes uma chance.

Na maioria das vezes, aqueles que têm menos São eles que mais ajudam os animais desprotegidos.

esta vovó ajudou um cachorro paralítico que ninguém queria. cachimbo É um animal que tinha uma vida normal, corria brincando com outros peludos pelas ruas, até que uma manhã Ele acordou com paralisia nas patas traseiras.

A avó resgatou o cão paralítico que ninguém queria dar-lhe a vida que merecia

Vovó

Em vez de oferecer assistência médica, eles colocaram em uma caixa e abandonaram em uma lata de lixo, como se fosse um pacote inútil.

Essa vovó ouviu seus gritos, o resgatou e resolveu cuidar dele, ela reconheceu que o cachorro morava no bairro e sabia disso eles o deixaram à sua sorte por causa de sua condição.

Como eles puderam abandoná-lo e deixá-lo assim? Eles não têm coração!

Embora a mulher fosse muito pobre, ela tinha muito amor para dar e fez de tudo para melhorar a qualidade de vida do cachorro. Ela o limpou e o manteve aquecido, alimentado, banhado e acima de tudo cheio de amor.

Todas as noites ela o cobria com bandagens feitas com as próprias mãos com muito amor.

Ela sempre o vigiava para que ele não se machucasse ao engatinhar, ela o carregava em uma cesta e até cobriu suas perninhas para protegê-lo do chão frio.

Vovó não poderia estar mais feliz em cuidar dele tão abnegadamente quanto Bong precisava.

Bong aprendeu a amá-la e agradeceu o amor que ela lhe deu, ele não se separou dela por um único momento.

vizinho da vovó Ele os visitou com seu cachorro para que Bong pudesse brincar e se distrair.

Toda vez que Bong a via, ele ficava muito animado, mas quando ela tinha que ir para casa, ele tentava segui-la e ficava frustrado porque sua condição não permitia que ele andasse.

O cachorrinho parecia triste como os outros cachorros podiam andar e corrercomo costumava fazer.

A avó sofreu muito ao ver que, por não ter recursos financeiros suficientes, não poderia oferecer a Bong atendimento médico especializado.

“Ele está sofrendo, se tivesse sido encontrado e adotado por uma família rica eles poderiam pagar o veterinário e eles o ajudariam a andar ”, disse a mulher enlutada.

Porém, desde que seu caso foi divulgado nas redes, várias pessoas se solidarizaram e a ajudaram com comida, presentes e uma cama nova. Mas também, eles se ofereceram para levar o cachorro ao veterinário e pagar as despesas.

Foi um momento triste em que tiveram que se despedir temporariamente para dar uma vida melhor a ele, impossível não se emocionar!

Um bong ele foi diagnosticado com mielite espinhal, 70% dos cães com esta doença conseguem recuperar a mobilidade.

A avó chorou de alegria ao saber da notícia, ela teve sentimentos confusos porque, embora estivesse infinitamente feliz por Bong melhorar sua vida, ela também doeu ter que dizer adeus por algumas semanas.

bongo ele começou seu tratamento com a esperança de voltar a ser o mesmo de antes:

Embora tenha sido um processo difícil, os voluntários e os veterinários fizeram o possível para uma recuperação completa.

Vovó e Bong foram feitos para serem os melhores amigos, Eles se encontraram novamente quando o pequeno já estava recuperado. E assim ambos se acompanhariam todos os dias enfrentando as adversidades e vivendo em plenitude.

Para o amor incondicional, em qualquer campo, nada é impossível e isso é demonstrado por este caso em que Bong teve um novo começo.

E se ela pudesse oferecer sua ajuda ao cachorro que ela via tão fraco e imóvel, é claro que todos nós podemos ajudar os animais que sofrem os estragos do abandono.

Independentemente de sua condição, eles merecem uma chance de se sentirem amados e protegidos.

Felizmente, o cachorro conseguiu se recuperar e já pode voltar a correr, a avó que o adotou não poderia estar mais feliz e agradecida. Não temos desculpas para não fazer verdadeiros milagres com essas criaturas. É só uma questão de amor!